Ciríaco de Brito Nóbrega, Imprensa Académica, Livros

Os Mistérios do Funchal – Ciríaco de Brito Nóbrega

Há remorsos impossíveis de suportar.

SINOPSE

Os Mistérios do Funchal desenvolve-se à volta de Margarida, jovem modesta e bonita. É um romance que envolve a ganância, o sofrimento, o desespero, a clausura e a miséria, mas também o amor, o respeito, a proteção e a dignidade.

Pesa uma herança, a maldita herança, que motiva tanta contrariedade e remorso, até ao dia em que Margarida, finalmente, poderá chegar ao perdão.

SINOPSE ALARGADA & OPINIÃO

Acompanharemos ao longo deste livro a vida de infortúnios de Margarida, filha de um humilde merceeiro que muito a amava, mas que se viu incapaz de suplantar a lacuna da mãe. Esta jovem passou por muito sofrimento, desde um amor impossível, enclausuramento, irremediáveis e dolorosas perdas, fome, miséria, doença, até mesmo ser alvo de uma vingança irascível. Por sorte, foi também dignada de muito amor e respeito.

Para vos despertar um pouco mais o interesse para esta leitura, levanto levemente o véu deste romance. Margarida lutou muito com o seu coração para se manter fiel aos seus sentimentos, algo incomum numa época em que o conforto financeiro era fundamental. As difíceis circunstâncias da vida fizeram-na enxergar que existem distintas formas de amor, agarrando finalmente o inestimável carinho que Augusto D. nutria por ela. Quis a vida uma vez mais dececioná-la, pondo-a sob a mira de um dos mais terríveis sentimentos, a inveja.

Este romance foi publicado pela primeira vez em 1881 no Diário da Madeira. Na sua versão original, não continha indicação do autor, havendo apenas esta referência “Três homens unidos pelo mesmo pensamento e compenetrados do mesmo fim colaboram neste romance.”, numa tentativa de ludibriar os leitores.

“Os Mistérios do Funchal” foi o segundo livro da coleção Ilustres (Des)Conhecidos, publicado pela imprensa Académica em 2018. Esta obra foi recuperada a partir de um exemplar original da Biblioteca Municipal do Funchal. A coleção, que entretanto cresceu, é composta por diversas obras de autores madeirenses que foram abandonados ao esquecimento.

Este livro é composto por duas partes, “A Herança Maldita” e “Os Prébolos”, além de uma Nota Introdutória e, do mais importante, o Posfácio. Nesta última parte são-nos dados a conhecer pormenores sobre esta obra, que tudo indica ser linhagem direta de “Les Mystères de Paris” de Eugène Sue, obra que inspirou diversos romances-folhetim publicados na europa e no mundo durante o século XIX, designados por “mistérios urbanos”.

Há muito que não lia um livro assim! Embora goste imenso de Eça de Queirós e de Camilo Castelo Branco, naturalmente os livros contemporâneos têm ocupado o meu tempo. Toda a história, todo o “mistério” foi interessante, rapidamente me senti envolta no ambiente e, não obstante a ter sido escrito há mais de um século, foi de fácil leitura.

Nesta reedição houve especial cuidado em tentar corrigir algumas lacunas, sem no entanto desvirtuar o original. Durante a leitura, sobretudo da primeira parte, tive a sensação de o livro estar inacabado, como se o autor tivesse escrito sem certeza e sem muita orientação, facto que vai de encontro a esta obra ter sido, supostamente, escrita em apenas oito dias. Não obstante, finalizado o mistério, a obra cumpre distintamente o seu propósito:

… denunciar formas de corrupção, apelar para a moralização dos costumes e invocar uma maior justiça social.

Círiaco de Brito Nóbrega, Os Mistérios do Funchal.

Esta foi uma leitura que, mais do que me entreter e me fazer pensar nas desventuras de outros tempos, me deu a conhecer um género literário que desconhecia por completo, me fez pesquisar pelos vários mistérios urbanos, especialmente “Os Mistérios de Lisboa” e me fez querer reler alguns dos meus livros favoritos.

Rating: 8.5 out of 10.

Como habitualmente, eis alguns dos cenários deste livro.

Rita Costa

Podem adquirir este livro aqui.

Na galeria seguinte encontram-se os restantes livros da coleção Ilustres Des(Conhecidos).

Importa salientar que a Imprensa Académica é uma editora universitária, criada em 2014, responsável por publicações resultantes da investigação cientifica e também do foro cultural, como são as obras da coleção Ilustres (Des)Conhecidos. A venda destas obras é um forte contributo para diversos programas de apoio social.

Um especial obrigada à Imprensa Académica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s